Efeito colateral

Aquele que é indesejado e incontrolável.

Não estava desesperada.

Ela sabia que era apenas UM dia ruim… mas era um dia RUIM.

Daqueles que uma resposta curta vira grosseria.

A roupa da festa volta pro cabide e o moletom sai.

O quarto escuro é mais convidativo do que a mesa de jantar, com companhia.

A academia é substituída por 1 barra de chocolate branco.

A música do Pharrell Williams é trocada pela playlist da Birdy.

A foto sorrindo no porta-retratos parece ter sido feita há meses.

A saudade de alguém se transforma em abandono.

Os planos sensacionais já não parecem tão incríveis assim.

As unhas bem feitas agora são pedaços de esmalte descascado.

No espelho o reflexo do pneuzinho e da olheira esmagam a autoestima.

Por fim, as lágrimas se desenrolam dos olhos até o canto da boca.

Depressão? Pé na bunda? Dor de cotovelo? Traição? Perda na família? Efeito pós “Diário de uma paixão”?

Não!

.

.

.

.

.

TPM.

DEIXE UM COMENTÁRIO