Why do these tears come at night?

As luzes do espelho à sua frente lhe encantavam, enquanto sentia um leve desconforto ao ter seus cabelos repuxados devido aos nós que formavam ao ser penteado. Seu cabelo sempre fora fininho, quebrava fácil.

A maquiadora sorria, sentia orgulho de poder maquiá-la e penteá-la. Quem não queria colocar no curriculum que trabalhara com uma das maiores estrelas do mundo?

Já ela, não podia dizer o mesmo, pois a própria não se sentia uma estrela. Olhou-se no espelho ainda de cara lavada, pensou que poucos tinham a oportunidade de vê-la daquela maneira, “limpa”.

Tentou se lembrar da última vez que saíra em público daquela maneira e não conseguia. Perdera a confiança em si mesma sem maquiagem ou photoshop. Não se sentia bem, muito menos bonita.

A maquiadora tentava puxar assunto, mas ela não estava para papo naquele dia. Por quê?

Em poucas horas subiria ao palco para receber o prêmio de “Mulher do Ano”, por seus feitos como atriz e cantora, pela instituição de caridade que possuía e por servir de exemplo aos jovens por ter “largado” as drogas.

Quanta mentira. Vivia uma mentira. Era de mentira.

A instituição que criara fora jogada de marketing. Seu empresário esquematizara tudo, pois faria bem à sua imagem. Ela mesma só aparecia lá para fotos promocionais.

As drogas? Ganhava-as desde que começara no mundo da música. Ninguém fazia ideia da vida sacrificante que levava. E então caiu na mídia e a ideia, novamente do empresário, de superação surgiu. Bingo! Bombou novamente, seus vídeos voltaram a ser os mais visualizados do youtube e agora estava lá: sozinha em frente a um espelho que só lhe mostrava que, na verdade, era um fracasso. E só ela sabia disso. Só ela sentia isso.

Quase que poeticamente uma lágrima escorreu de seu olho direito. Não conseguiu segurar. Apenas uma. A maquiadora fingiu não ver. Ela agradeceu mentalmente.

Lembrou-se de Charlie. Seu então namorado pré-fama, que não aguentara o baque das mudanças da namorada agora estrela do Billboard. Na época ela chorara. Mas aquilo estava previsto. A vida de um artista era solitária. Sempre seria.

O que mais teria de perder? Para ter. Ter o que? Uma vida de sonhos, uma vida invejável e admirada, mas ainda assim uma vida que ela sempre saberia ser de mentira.

She’s so lucky, she’s a star

But she cry, cry, cries

In her lonely heart, thinking

If there’s nothing missing in my life

Then, why do these tears come at night?

Quiteria

21 Mai 14
Lindo !! Mas triste, ninguém deve se sentir solitária ou viver só de sonhos. Vivamos a realidade, os desafios, as batalhas e tenhamos coração livre. Nunca deixe faltar algo em sua vida, mesmo que pareça difícil .....BUSQUE, ENCONTRE !!! A felicidade tem que ser completa pra ser de verdade.
DEIXE UM COMENTÁRIO