Tampa da Panela

E aí você pensa que é dessa vez, mas não é! Ele não é o amor da sua vida, não é o último e já deu lugar para que venha o próximo.

E você se pergunta: “nossa, assim tão rápido?” Não, menina. Não foi tão rápido assim. Foram pouco mais de dois anos, tempo esse que você teve pra perceber que ele não era o cara certo pra você.

As coisas do coração funcionam assim mesmo. Ele não é cego, na verdade ele quem cega os outros sentidos. Ele cega a sensatez, o equilíbrio e cega as suas decisões. Por que? Porque ele se engana. Ele, quando bate mais forte, acredita e te faz acreditar que aquele à sua frente é perfeito e que, talvez, ele seja O ESCOLHIDO. Pois isso foi o que você aprendeu. Que a pessoa certa uma hora ia chegar e que você ia tampar a tua panela.

Só que não.

Você é uma panela de pressão, querida. Precisa de uma tampa diferenciada, pra aguentar o tranco e não deixar o negócio explodir. Uma tampa com cuidados especiais, que saiba acalmá-la e levá-la aos poucos. Apesar de dizerem sempre que você é a errada, a louca, a paranoica, acredite: você não é! Você se respeita, é sincera e, acima de tudo, sabe que a vida não é só ceder.

Já basta que a mulher demorou pra conseguir algum espaço nessa sociedade machista. Não vá retroceder, por favor! Mulher que obedece não faz mais que obrigação, agora homem que obedece de vez em quando é chamado pelos amigos de “pau mandado”.

Então, filha, se ele faz as coisas por você e pra você, é porque te ama e não importa o que vão dizer.

Agora, como eu disse lá em cima, se não faz e não foi dessa vez, calma… Daqui a pouco a tampa certa aparece.

DEIXE UM COMENTÁRIO